sexta-feira, 2 de março de 2018

ARMADILHA TECNOLÓGICA

Mudanças de grandes dimensões estão sendo impulsionadas pelos novos e criativos apps[1] da tecnologia móvel. Hoje estamos num movimento de imensa velocidade de conecção de diversos dispositivos eletrônicos, empresas, negócios e pessoas. A conectividade exige que todos os recursos tecnológicos existentes atendam à compatibilidade, interagibilidade (possibilidade de relacionamento pessoal, profissional, comunicação, prestação de serviços, vendas) etc.
Para atender à demanda provocada pela conectividade, aumentando a velocidades de conexão e o crescente número de dispositivos conectados é necessário também uma nova abordagem para as infraestruturas de armazenamento, clouds[2] e o gerenciamento dos dados e tantas informações produzidas.
Geridos de forma eficiente, os dados e as informações oferecem a possibilidade de construção de conhecimentos estratégicos e uma riqueza de oportunidades para as pessoas e empresas. Exige também uma aplicação inteligente, rápida e flexível com uso de softwares capazes de  processar, analisar e interpretar o volume dessas informações geradas.
Atualmente as organizações partem para a acomodação de smartphones, tablets e outros dispositivos pessoais em redes internas, com os recursos de segurança mais robustos e disponíveis. Daí, a velocidade de inovação, o crescimento do capital intelectual e aumento do nível empresarial, são astronômicos, simultaneamente levantando novos desafios e oportunidades extraordinárias.
Baixamos milhões de apps e contamos com eles para fazer de tudo, desde transações bancárias a pedir um uber até o armazenamento de fotos pessoais. Um bilhão de pessoas postam informações em sites, facebbok, twitter, Instagram e fornecem, informações de redes sociais de outras pessoas e empresas.
De acordo com Marc Goodman (2015) os aspectos positivos dessa evolução tecnológica são evidentes. Os telefones celulares sozinhos são diretamente responsáveis por gerar bilhoes de dólares em desenvolvimento econômico em todo o mundo.
Além disso, prossegue o autor dizendo que a interconectividade que a internet oferece por meio de sua arquitetura fundamental significa que pessoas diferentes de todo o mundo podem se reunir e compartilhar informações como nunca havia sido possível.
Contudo, alerta o escritor, na obra livro Future Crimes. “O que aconteceria se as armadilhas tecnológicas de nossa sociedade moderna – as ferramentas fundamentais das quais estamos falando e totalmente dependentes – desaparecessem?  Qual é o plano de contingência da humanidade? Na verdade, não existe.”


[1] Abreviação de aplicativo móvel. Software desenvolvido para ser instalado em um dispositivo eletrônico móvel, como um telefone celular, tablet etc. Disponível em Wikipédia. Acesso em: 19/06/2017
[2] Conceito de armazenamento em nuvem com computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da internet e que podem ser acessados de qualquer lugar do mundo. Disponível em Wikipédia. Acesso em: 19/06/2017.

Nenhum comentário:

CELSO MOREIRA FERRO JÚNIOR

Advogado OAB/DF

Consultor em Segurança, Inteligência e Contrainteligência Empresarial.

Delegado de Polícia
Civil do Distrito Federal (Aposentado).

Mestre em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação na Universidade Católica de Brasília.
Pós-graduação (Especialista) em Gestão de Tecnologia da Informação na Universidade de Brasília UNB;
Pós-graduação (Especialista) em Inteligência Estratégica UNIEURO.
Pós-graduação (Especialista) em Polícia Judiciária na APC/UCB;
Graduação em Direito pelo Centro Universitário do Distrito Federal, atual UDF, 1987.

Formação Complementar
Advanced Management Course - International Law Enforcement Academy. EUA. 2007.
Advanced Course Inteligence - IMI, Israel. 2002
Curso Superior de Polícia. Academia de Polícia Civil do Distrito Federal.
Operações de Inteligência. Vertente: Planejamento. ABIN. 2000.
Procedimentos de Inteligência. Vertente: Análise.
ABIN. 2001.
Ciclo de Estudos de Política e Estratégia da Associação dos
Diplomados da Escola Superior de Guerra ADESG/UNB

Concentração de Estudos em Gestão do Conhecimento, Ciência da Informação, Inteligência Policial, Inteligência Tecnológica, Interceptação Telefônica e Ambiental, Cognição Investigativa, Análise de Vínculos e Inteligência Organizacional.

Autor dos Livros “A Inteligência e a Gestão da Informação Policial”, Editora Fortium, e, “Segurança Pública Inteligente” Editora Kelps.

Conferencista em vários Seminários e Eventos Nacionais e Internacionais sobre Segurança Pública. Palestrante e docente em diversos cursos de formação de agentes de segurança pública e em diversas Instituições de Ensino Superior (IES), mais recentemente do Núcleo de Estudos em Defesa, Segurança e Ordem Pública (NEDOP) do Centro Universitário do Distrito Federal (UniDF). Diretor Científico Adjunto do Instituto Brasileiro de Inteligência Criminal INTECRIM.

Coordenou e executou na Polícia Civil Distrito Federal importantes projetos na área de Tecnologia e Inteligência.

Comandou as ações Repressão ao Crime Organizado, Inteligência Policial, Operações Especiais, Repressão a Sequestros, Crimes Contra a Administração Pública, Crimes Tecnológicos, Análise Criminal, Planejamento e Logistica Operacional, Comunicação Organizacional, Controle de Armamento, Munições e Explosivos, Operações Aéreas e Delegacia Eletrônica.